Portfólio do editor em

Belo Horizonte,

Mapa do Blog | Avise Erros | Contato

COMUNICAÇÃO | SOCIEDADE | CULTURA | ESPORTE

 

CULTURA


Eventos culturais Compartilhar

Cartas da Imperatriz Leopoldina conduzem exposição no Museu Histórico Nacional

 
Produção: Léo Rodrigues / Reportagem: Vera Barroso | 14/10/2014
* Edição: Aline Barbosa e André Garzuze
Notícia veiculada pela TV Brasil / Repórter Rio

Exposição terá 200 peças que se relacionam com a história da Imperatriz Leopoldina, figura que exerceu relevante papel na política imperial, sobretudo no processo que levaria à independência da colônia em 1822

Desembarque da princesa Leopoldina: a gravura do francês Debret,
produzida em 1817, foi recriada com bonecos do brinquedo Playmobil.

O Museu Histórico Nacional inaugura hoje (14/10), às 14h30, a exposição Com a palavra D. Leopoldina, Imperatriz do Brasil. Também nos próximos dias (entre 14/10 e 16/10), realiza o Seminário Internacional D. Leopoldina e seu tempo: sociedade, política, ciência e arte no século XIX, lançando as bases para o início das comemorações do bicentenário da chegada de Leopoldina ao Brasil a ser celebrado em 2017.

O fio condutor da exposição, que ficará em cartaz até 1º de maio de 2015, são trechos da vasta correspondência escrita por Leopoldina, que abrange desde a sua infância até a última noite de sua vida, quando já tinha consciência de sua morte iminente. São mais de 1.000 cartas. A exposição terá 200 peças do acervo do próprio Museu Histórico Nacional, que se relaciona com a história da imperatriz Leopoldina.

A então arquiduquesa austríaca Leopoldina Josefa Carolina Francisca desembarcou no Rio de Janeiro em 5 de novembro de 1817, casada por procuração com d. Pedro. Ela viveria no Brasil até sua morte, em 1826. Enquanto viveu, teve papel relevante na política imperial, sobretudo no processo que levaria à independência da colônia em 1822, com a constituição de um Estado autônomo, o Império do Brasil. Portadora de uma cultura acima da média para a época, pesquisou e recolheu espécimes de nossa fauna, flora e minerais, sendo a responsável pela vinda de cientistas e artistas, cujo trabalho deu origem a acervos de museus europeus e a importantes fontes documentais da história do Brasil. Leopoldina preocupou-se desde a infância em se retratar em suas cartas e diários. Havia uma preocupação constante em retratar o ambiente social e político. O espaço arquitetônico e a natureza ao seu redor também eram temas de observação nas escritas da impretriz.

Paralelamente à exposição, os colecionadores do PlayBrasilmobil, que farão uma outra mostra no Museu Histórico Nacional em comemoração aos 40 anos do brinquedo, foram convidados a recriar uma gravura do artista francês Debret com os bonecos. Assim como a obra do artista francês, será retratado o momento do desembarque de Dona Leopoldina no Rio de Janeiro. O cenário mesclará bonecos originais do Playmobil com outros customizados, ou seja, artisticamente modificados para retratarem com mais fidelidade o período em questão.

- Confira a matéria da TV Brasil, com produção de Léo Rodrigues e reportagem de Vera Barroso:

 

comments powered by Disqus

 

O EDITOR


Léo Rodrigues

Repórter da Agência Brasil, formado em Comunicação Social pela UFMG em 2010. Ex-jornalista da TV Brasil e do Portal EBC, onde também atuou como editor de esportes. Diretor de documentários cujo foco de interesse é a cultura popular, entre eles os longas "Aboiador de Violas" e "Pra fazer carnaval mais uma vez". Saiba mais

 

O BLOG


O trabalho do jornalista nunca é isento. Trata-se de um exercício constante de escolhas. Para onde apontar a lupa? De que ângulo posicionaremos a lupa? Este espaço surge a partir do interesse do editor em concentrar o seu acervo de produções jornalísticas e, ao mesmo tempo, propor coberturas e reflexões sobre comunicação, sociedade, cultura e esporte. Entenda melhor a proposta

 

QUEM É O EDITOR | PROPOSTA DO BLOG | MAPA DO BLOG | AVISE ERROS | CONTATO

Alguns direitos reservados
Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil exceto quando especificado em contrário.
Permitida a cópia, redistribuição e alterações desde que se conceda os devidos créditos e mencione caso alguma adaptação tenha sido realizada.
Saiba mais como funciona a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil